Raúl faz questão de continuar aperfeiçoando o trabalho dos dirigentes

Durante a 5a. Reunião Plenária do Comitê Central do Partido, o chanceler Bruno Rodríguez Parrilla foi eleito membro do Bureau Político

O chefe da Comissão Permanente para a Implementação e Desenvolvimento e membro do Bureau Político, Marino Murillo Jorge, informou acerca das ações desenvolvidas para executar as Diretrizes, tema que também foi apresentado na reunião mais recente do Conselho de Ministros.



O chefe da Comissão Permanente para a Implementação e Desenvolvimento e membro do Bureau Político, Marino Murillo Jorge, informou acerca das ações desenvolvidas para executar as Diretrizes, tema que também foi apresentado na reunião mais recente do Conselho de Ministros.

“EM matéria de aperfeiçoar o desempenho dos dirigentes temos dado passos positivos, mas o esforço de que se precisa é grande e o tempo vai passando. Torna-se urgente romper o bloqueio de pensamento que ainda persiste na hora de escolher e preparar os jovens dirigentes”, reiterou o primeiro-secretário do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba, Raúl Castro Ruz, durante a 5a Reunião Plenária dessa organização.

“Contamos com jovens brilhantes aos quais devemos guiar e transmitir os conhecimentos adquiridos em tantos anos de Revolução”, manifestou o general-de-exército ao apresentar a proposta de eleger, como membro do Bureau Político do Partido, a Bruno Rodríguez Parrilla.

Ao argumentar a decisão, aprovada unanimemente pelo Plenário, Raúl salientou a disciplina e seriedade assumidas por Rodríguez Parrilla, em cada uma das importantes tarefas que desempenhou durante sua vida. O presidente embrou que Bruno foi presidente da Federação dos Estudantes do Ensino Médio e membro do Secretariado Nacional da Federação dos Estudantes Universitários; é Licenciado em Direito e foi professor na universidade de Havana.

Ainda, foi diretor do jornal Juventud Rebelde; cumpriu missão internacionalista em Angola; foi designado representante permanente de Cuba perante a Organização das Nações Unidas; dirigiu a Missão Médica no Paquistão, após o terremoto de 2005; no período 2004-2009 assumiu como vice-ministro primeiro das Relações Exteriores e a partir de março, desse último ano, é o titular do setor.

 

DIRETRIZES DO 6o. CONGRESSO NO EIXO DO TRABALHO DO PARTIDO

Ao iniciar a 5a Reunião Plenária, o segundo-secretário do Comitê Central, José Ramón Machado Ventura, apresentou o projeto dos Estatutos do Partido, o qual é fruto do debate dos militantes acerca do trabalho da organização. As modificações feitas contribuem para flexibilizar o trabalho partidário e situá-lo à altura que exigem as circunstâncias atuais.

Após terem sido aprovados os Estatutos, Machado Ventura explicou o trabalho desenvolvido pelo Secretariado e pela estrutura auxiliar do Comitê Central, no controle da implementação das Diretrizes referendadas pelo 6o Congresso e os Objetivos de Primeira Conferência do Partido, tarefa que esteve no centro do trabalho, durante o ano inteiro.

Nesta reunião foi examinado o andamento da atualização do modelo econômico e também o desempenho da economia, cumprindo, assim, um dos acordos gerados pelo 6o Congresso do Partido, referido a que o Plenário do Comitê Central examine estes temas, duas vezes por ano.

Coube ao chefe da Comissão Permanente para a Implementação e Desenvolvimento, e membro do Bureau Político, Marino Murillo Jorge, informar acerca das ações desenvolvidas para implementar as Diretrizes, tema que também foi apresentado na mais recente reunião do Conselho de Ministros.

Desta vez, enfatizou-se especialmente na dinâmica demográfica do país, assunto que por sua complexidade requer a maior atenção. Marino Murillo lembrou que se trabalha numa série de medidas, dirigidas ao cuidado dos idosos e a estimular a natalidade. “Trata-se — disse — de enfrentar o envelhecimento e reverter a situação da baixa natalidade”.

Pouco depois, Murillo Jorge considerou que as tarefas que a Comissão de Implementação deverá cumprir, durante os próximos dois anos, serão muito complexas e de maior impacto na atualização do modelo econômico e em toda a sociedade.

Nesse sentido, o primeiro-secretário do Comitê Central do Partido, Raúl Castro, indagou acerca da participação dos dirigentes em cursos de superação sobre temas econômicos; “o qual é decisivo para implementar, com sucesso, as novas medidas”. Ao dialogar com alguns dos participantes na Reunião Plenária, Raúl se interessou por conhecer as experiências adquiridas por eles e a repercussão dos novos conhecimentos em sua atividade cotidiana.

A seguir, o ministro da Economia e Planejamento, e membro do Bureau Político, Adel Yzquierdo Rodríguez, informou sobre as estimativas de cumprimento do Plano de 2012 e a proposta para o próximo ano. A seguir, a ministra das Finanças e Preços, Lina Pedraza Rodríguez, apresentou a estimativa do Orçamento do Estado para este ano e o Anteprojeto de 2013. Ambos os temas serão expostos aos deputados durante o 10º período ordinário de sessões da Assembleia Nacional do Poder Popular (Parlamento).

Ao terminar a reunião o primeiro-secretário do Comitê Central convocou os dirigentes do país a continuar preparando-se, sobretudo nos assuntos econômicos, os quais constituem a base para o progresso de qualquer sociedade.

Júri da Consciência

Eventos

Publicações

FacebookTwitterLinkedinRSS Feed

Apoiadores

Desenvolvido por Eagle - Tecnologia e Design